37signals X Donald Norman

11mar08

Bafão na rede. Fofoca para designers de interação: controvérsia entre os garotos da 37signals X Donald Norman.

Imagem criada com o site PlayMyGame.

Tudo começou com um artigo da Wired sobre a 37signals. Como todo artigo, levantou alguns pontos polêmicos sobre a filosofia da empresa, tanto que Jason e David até fizeram considerações sobre o que foi dito em seu blog.

Norman foi citado na matéria por conta de um de seus artigos, onde ele escreve sobre como a simplicidade é superestimada. Um trecho:

“Complexity is a necessary byproduct of the modern age. When you actually sit down and analyze what you need to get the job done, it’s not simplicity”.

O pessoal da 37 discordou e explicou porque:

“We disagree. As complexity and confusion grows, simple tools become more and more valuable. And while sometimes it’s easy to think we need this that and the other to solve a problem, it’s often the simplest solution that actually gets the job done. Not everything has to be a Swiss Army Knife. Sometimes a screwdriver just needs to be a screwdriver”.

Norman não gostou e escreveu um post em seu blog sobre o artigo. Nele, tomou uma frase do David para o ataque. A frase é essa:

“I’m not designing software for other people, ‘Hansson says. ‘I’m designing it for me.’ “

Wow. Não dá pra sair por aí falando uma frase dessas e esperar beijos e abraços, não é mesmo? Sobre ela, Donald escreveu:

“If 37signals wants to follow this attitude, I think that is fine. I’m pleased that they are enjoying themselves and that their simple applications do indeed meet many people’s simple needs. But I would prefer someone who designed software for other people. If you want a hobby, fine, indulge yourself. If you are running a business, then the needs of your customers come first. This means understanding them, understanding the activities they do, designing for them. It does not mean throwing features together haphazardly. It does not mean doing everything customers request. It still means being disciplined, having a clear conceptual model of the product, and sticking to that model. But to ignore them, to say “I’m not designing .. for other people,” is an attitude that will not only lead to failure, it is one that deserves to fail”.

Aí eu concordei.

Nas últimas semanas estavamos estudando justamente isso no Programa Vostok. Sobre a importância da investigação de usuários e da criação de personas para evitar que os designers de interação desenhem para si mesmos. (Sobre esse assunto, recomendo a leitura de um trecho do livro The Inmates Are Running the Asylum: Why High-Tech Products Drive Us Crazy and How to Restore the Sanity do Alan Cooper. Para ler o trecho – pág 123 a 148 – clique aqui)

Depois disso, lá foram os rapazes da 37 responder ao Donald, provando que eles não levam desaforo pra casa. Na resposta, ressalto os trechos:

“Why we design for ourselves first.

He argues that because we design for ourselves first, we’re selfish, arrogant, and have a disdain for customers. That’s not true. Designing for ourselves first yields better initial results because it lets us design what we know. It lets us assess quality quickly and directly, instead of by proxy. And it lets us fall in love with our products and feel passionate about what we make. There’s simply no substitute for that”.

Eles ainda completam dizendo que o Steve Jobs concorda com eles, destacando a seguinte frase do Steve:

“We figure out what we want. And I think we’re pretty good at having the right discipline to think through whether a lot of other people are going to want it, too. That’s what we get paid to do”. (link da entrevista onde o Steve disse isso)

Enfim, a resposta da 37signals tem um monte de pontos interessantes, e você pode ler ela completa aqui.

O que eu queria ressaltar é essa discussão:

  • Vocês, leitores designers de interação, estão do lado do Norman ou da 37signals? Desenham para si mesmos ou para os usuários?


2 Responses to “37signals X Donald Norman”

  1. Tava vendo essa rincha e até carinhosamente descrevi na lista di-brasil como “treta entre norman e 37 signals” hahaha

    Concordo que os dois falam pontos interessantes e que devam ser levados a sério. Tanto que o Norman é quem é e a 37 signals conquistou a fama que tem e isso não é atoa.

    Mas tendo a cair mais para o lado do Norman, porque o jeito como a 37 signals coloca as coisas, as vezes me parece uma visão muito imediatista.

    Uma vez botei na roda uma discussão sobre um artigo onde eles criticam a técnica de personas. Mas vendo nas entrelinhas deu pra perceber que a critica em si, poderia ser contra posta ao se levar em consideração que a técnica não é um fim em si mesma, é apenas uma das ferramentas, entre várias, para se projetar com foco nas necessidades dos usuários. E eu acho que é ai que reside o motivo do Norman chamar a 37 signals de arrogante.

  2. 2 marinacamara

    Ei Luiza.
    Antes de mais nada, parabéns pelos seus blogs e pelo seu trabalho.
    Eu também estudo design de interaçao, mas na Italia.
    Sobre a polemica acima queria dar meu “testemunho”.
    Fiz um master em Siena com Antonio Rizzo e Patrizia Marti, onde adotavamos o “user centered design” e onde faziamos muito estudo de campo e pesquisa etnografica. Atualmente faço uma especializaçao em Veneza, com a Gillian Crampton Smith e o Philip Tabor. Eles adotam o “design centered” e portanto nao fazemos nenhum estudo do usuario antes de desenvolver os conceitos.
    Particularmente penso que Donald tem razao. O desenvolvimento seja de conceitos que de sistemas, acompanhados de estudos do comportamento do usuario, na minha opiniao tem maior chance de ser bem sucedido. Se voce cria somente em base a sua experiencia esta perdendo a chance de haver feedbacks mais amplos e tera um projeto menos rico.

    Um grande abraço, Marina.


Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s


%d blogueiros gostam disto: